7 Comentários:

Anónimo disse...

Bel, tudo igual, o gajo de belem tem a receita patenteada mas os empregados saiem de la e vao faze los para outra freguesia (sei do que falo, um familiar foi pasteleiro la). A massa é que é sempre fresca, por isso ficam sempre crocantes!

Gosto muito do teu blog!

Francisca

Joana disse...

Que curioso, vi no site que foi um empresario brasileiro que comprou o negocio aos monges! Que giro, não sabia... Pois, mas olha, tinha mesmo que ser! Os brasileiros tem um jeito para o negocio como nunca vi igual! Trabalho com vendas e tenho 2 empregadas brasileiras na loja, sao as que mais vendem, mas a vontade o triplo dos outros empregados! Nao sei mas fazem aquilo com gosto, com amor, com garra! E inexplicavel... Gosto muito desse "povo"!

Caterina de Luca disse...

Amei!!!! Muito parecido com o de Portugal, e dá para matar a vontade de comer os pastéis de Belém!!

Brigada Portuga!!!!!!!!!!!

beijossss

Anónimo disse...

pois... os pasteis de Belem sao os famosos , mas no concurso dos pateis de nata que decorre todos os anos e que é promovido pela Camara municipal de Lisboa, quem ganhou 2 anos seguidos foi a patelaria Alona de Campo de Ourique... apenas fama!
Eu gosto dos fabricados no Continente. E a melhor opção na relação preço / qualidade .

Blog da Bel disse...

Anonimo, a minha mae sempre comprava os do Continente e são muito bons mesmo!!! Não conheco essa pastelaria mas na proxima visita a Lisboa vai haver visita... :)

Beijocas e obrigada pela dica!

Anónimo disse...

Mais uma dica: eles ja são deliciosos mas experimentem polvilhar com um pozinho de canela.
E para os viciados em contar calorias fiquem a saber que são dos doces tradicionais portugueses com menos calorias - perto de 120 cada.

Enviar um comentário